Evite o desperdício de alimentos e aprenda a aproveitá-los integralmente

Você já experimentou brigadeiro feito de casca de banana, batata assada recheada com talos de verduras ou cocada com entrecasca de melancia?

A receita pode ser diferente, mas o sabor e a aparência são semelhantes aos pratos convencionais. O aproveitamento integral dos alimentos utiliza partes que por costume, desprezamos como cascas, entrecascas, talos, sementes e folhas, ingredientes ricos em nutriente.

O Brasil é o quarto maior produtor mundial de alimentos. No entanto, o mesmo país reconhecido pela abundância de recursos naturais, desponta entre os dez que mais desperdiçam comida no mundo. Em média, todos os dias, 20% do que deveria alimentar os brasileiros vai para o lixo, muita coisa é jogada sem necessidade.

Com consciência, criatividade e pouca grana, é possível inventar e incrementar os quitutes em casa, evitando o prejuízo ao meio ambiente e transformando os maus hábitos em atitudes de melhoria de qualidade de vida.

Segundo o Programa Mesa Brasil do Serviço Social do Comércio (SESC), os alimentos que podem ser aproveitados integralmente são:

Folhas de: cenoura, beterraba, batata-doce, nabo, couve-flor, abóbora, mostarda, hortelã e rabanete. Cascas de: batata inglesa, banana, tangerina, laranja, mamão, pepino, maça, abacaxi, berinjela, beterraba, melão, maracujá, goiaba, manga e abóbora. Talos de: couve-flor, brócolis e beterraba. Entrecascas de: melancia e maracujá. Sementes de: abóbora, melão e jaca.

KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERALembre-se: É preciso ter cuidado com a lavagem e higienização das partes de alimentos não convencionais.

Criatividade se põe à mesa!  Que tal preparar um jantar para os seus amigos e surpreendê-los com as comidinhas, aperitivos e sobremesas que aproveitam integralmente os alimentos?

Conheça algumas receitas no site da organização não-governamental Banco de Alimentos – OBA, que busca multiplicar a conscientização da sociedade sobre o acesso a uma alimentação saudável:  http://www.bancodealimentos.org.br/receitas/

Bom proveito!

Com informações do Serviço Social do Comércio (Sesc) e da organização não-governamental Banco de Alimentos – OBA. 

Deixe um comentário